Meio ambiente é o foco do blog produzido por alunos do 6º período de Jornalismo da PUC-Campinas, resultado da disciplina Jornalismo On Line.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

CAMPINAS RECEBE MOVIMENTO LIMPA BRASIL LET’S DO IT!

Por Isabela Reis

            Campinas irá receber, no dia 25 de setembro, o movimento Limpa Brasil Let’s do it!. O objetivo do movimento é limpar as ruas da cidade com a ajuda de voluntários que sairão às ruas para retirar os resíduos sólidos descartados irregularmente nas vias públicas. Em Campinas o lixo reciclável coletado será destinado para as cooperativas da cidade.


            O movimento nasceu na Estônia em 2008 e já aconteceu em 20 países, veio para o Brasil com a colaboração da Unesco e pretende mudar o hábito do cidadão de jogar lixo fora do lixo. No Brasil a iniciativa terá duração de até 10 anos em ações bienais e, segundo a coordenadora do movimento em Campinas Edilainne Muniz, a idéia é criar um dia mundial de catação. A primeira ação foi realizada no Rio de Janeiro e reuniu 6,5 mil voluntários que retiraram 17 toneladas de lixo reciclável das ruas; também já ocorreu em Brasília e em Goiânia.

            No dia do movimento, Campinas contará com 25 pontos de entregas que foram definidos junto ao Departamento de Limpeza Urbana (http://limpabrasil.com/blogs /campinas/pontos-de-entrega/)Segundo Edilainne, a expectativa é de 20 mil voluntários para o dia da ação. A população de Campinas já pode se cadastrar para participar como voluntário da iniciativa: é só acessar o site www.limpabrasil.com e fazer a inscrição.

            Os voluntários poderão retirar, na semana anterior à ação, um kit com luvas e sacos confeccionados com matéria-prima renovável em uma agência do Banco do Brasil. Cada saco de lixo entregue nos pontos poderá ser trocado por um ingresso para um show que ocorrerá às 17 horas, após a ação, na Concha Acústica do Parque do Taquaral. A proposta é que os artistas cobrem dos espectadores a limpeza do espaço, propondo que cada um se responsabilize pelos resíduos que produzir e, portanto, realizando uma inovadora ação de conscientização: um show limpo. A abertura do evento será no Largo do Rosário, às 9 horas.


video

Festival de música incentiva a consciência ambiental entre os jovens

Foto: Arquivo de Lucas Smith

Equipe que venceu a gincana Impacto Zero e levou o prêmio para a Universidade Federal de Alfenas


Por: Lígia Antoniazzi


O próprio nome já diz: Starts With You (Começa Com Você). A expressão se refere à sustentabilidade, tema que atualmente é tão discutido que nem mesmo os festivais de música ficam de fora.

O SWU, com o slogan ‘pequenas atitudes, grandes mudanças’, já nasceu com o intuito de fazer seu público repensar atitudes e agir de forma ecologicamente correta. Em sua primeira edição, realizada em Itu, no ano passado, quatro milhões de pessoas foram mobilizadas em redes sociais a favor da ideologia de preservação ambiental. O movimento de conscientização pela sustentabilidade começou em junho e culminará em três dias de apresentações musicais, em novembro de 2011, em uma fazenda em Paulínia.

A gincana Impacto Zero foi uma das principais iniciativas de mobilização que envolveu estudantes de 20 faculdades do país em um reality show voltado para a conscientização ambiental. Depois de cumprir diversas provas ligadas ao tema, os universitários apresentaram projetos com propostas ecológicas. Os idealizadores do trabalho vencedor ganharam 50 mil reais para desenvolver o projeto.

Segundo Eduardo Fischer, presidente do Grupo Totalcom e idealizador do SWU, a proposta principal da edição de 2011 é, além de continuar redirecionando esforços para a conscientização das pessoas, incentivar a mudança de atitudes. “Daí a iniciativa de criar uma gincana que ajudará uma universidade a viabilizar o seu projeto de sustentabilidade”, diz.

Além da gincana, o movimento SWU também promove palestras em universidades, realiza parcerias com ONGs ligadas à defesa da Mata Atlântica, preservação dos oceanos e reciclagem de lixo. Assim como no ano passado, quem for assistir aos shows será incentivado a pegar caronas, poderá acompanhar o trabalho de catadores de lixo para coleta seletiva e ainda pedalar em bicicletas geradoras de energia.

Para Lucas Smith, integrante do grupo vencedor da gincana Impacto Zero, “o SWU é uma ferramenta poderosa porque atinge o público jovem de uma forma muito atrativa devido ao festival de música e, dessa forma, acaba eliminando o estigma de que ser sustentável é ser chato.”

Depois do festival, a área de realização do evento será transformada em distrito de sustentabilidade, tecnologia e entretenimento. De acordo com Emerson Pereira Alves, secretário de Cultura de Paulínia, o local será usado como piloto para implementação de modelos de desenvolvimento sustentável que possam servir de exemplo para outras cidades.

Reality show ecológico

O projeto de produção de pás eólicas com plástico reciclado, idealizado por 20 alunos do curso de biotecnologia da Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG), foi o vencedor da gincana Impacto Zero, apresentada pelo Multishow e pelo programa Fantástico, de Rede Globo.

Com o prêmio de 500 mil reais, os universitários pretendem botar o plano em prática e começar a produzir os geradores de energia eólica com o plástico de garrafas PET e tubos de PVC que arrecadaram na cidade.

Lucas Smith, integrante do grupo vencedor, conta que, depois da inscrição na gincana, ele e os colegas tiverem muito apoio da universidade, de cooperativas da cidade, de moradores e até de presidiários. “Fizemos uma mobilização muito significativa para conscientizar as pessoas sobre a importância da separação do lixo e reciclagem”, conta.

O projeto deles surgiu a partir da idéia de uma colega de sala que já trabalhava em um projeto de caracterização dos resíduos sólidos do município de Alfenas. “Acreditamos que este projeto irá reduzir consideravelmente os custos de implementação de geradores eólicos, tornando esta tecnologia mais acessível e popular no Brasil, além de dar uma destinação adequada a uma grande quantidade de plásticos descartados”, afirma Lucas. (L. A.)

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Recicláveis enfeitam desfile de sete de setembro


Crianças do CIC Eduardo Von Zuben desfilam de rio poluído e limpo


Por: Bia Von Zuben


Garrafas pet, sacolas plásticas, embalagens reutilizadas, além de bolinhas de sabão e máscaras foram alguns dos materiais levados para a Rua Nove de Julho no desfile de sete de setembro. Os alunos, que desenvolveram os adereços baseados no tema “A fraternidade e a vida no planeta”, levaram para a população a conscientização sobre a preservação e a conservação do meio ambiente.



O CIC Eduardo Von Zuben, localizado no bairro da Capela, que atende hoje aproximadamente 900 alunos, distribuídos entre o Ensino Fundamental I e II, desfilou com alunos vestidos de rio poluído, enquanto outras crianças passaram pela Rua Nove de Julho carregando latas cheias de lixo e foram seguidas por outros, vestidos como rio limpo. De acordo com informações do cerimonialista Mário Pazzinato, a escola decidiu trabalhar a questão ambiental priorizando a importância da água na vida das pessoas. “Trabalhamos a conscientização acerca da economia e uso racional da água”, enfatizou.



Pensando no planeta, os alunos da E.M. Professora Antônia do Canto e Silva Cordeiro focaram nos materiais reutilizáveis para a confecção dos adereços. “Pretendemos demonstrar para os alunos e comunidade geral que tal atitude tende a colaborar com a diminuição de lixo produzido e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida na nossa cidade”, afirmou a diretora Maria Lúcia Zampieri.



A escola Dom Mathias levou para o sete de setembro crianças com bexigas em forma do planeta Terra, além de faixas de conscientização e preservação do meio ambiente, Alguns alunos vestiram-se de árvores e outros de peixe, estes soltavam bolinhas de sabão. Além da fanfarra e das balizas, algumas crianças traziam palavras de ordem, relacionadas ao meio ambiente.



Já as crianças da escola Integração entregaram flores e sementes para o público, lembrando a população que além da preservação é necessário pensar na renovação do meio ambiente. A Escola Municipal Abel Maria Torres levou à rua a frase “Sem transformação não há evolução. Sem evolução, não há vida”, afirmando que o ser humano precisa se conscientizar sobre a transformação de seus hábitos, costumes e valores.



Os funcionários das secretarias de Saúde, Esportes e Lazer e de Cultura e Turismo também desfilaram em defesa da campanha de combate à dengue. Em Vinhedo há campanhas regulares contra o mosquito da dengue.